sábado, 23 de janeiro de 2021

#32 - O Investidor é um Eterno Arrependido

    Para muitos daqui que já investem a um bom tempo provavelmente já conhecem esse ditado "popular" e já deve ter sentido na pele os seus "efeitos", mas pra quem é novo é um grande aprendizado pra se absorver desde cedo, mesmo que não entenda por completo agora.

    O investidor é um eterno arrependido, sim, oh se é meu amigo. O investidor investidorrr mesmo sempre tem aquele leque de opções na sua frente, e sempre são muitas, renda fixa que garante aquela segurança, FII pra garantir aquele mensalzinho, ações de tudo que é gosto, acabou? Não, tem as famosas opções do exterior, simplesmente pegue todas as opções de investimento que temos no Brasil e multiplique por infinito, é isso que você pode achar no exterior, sem falar que não citei outro ativos como imóveis e criptomoedas.

"Ok, mas porque você está falando de opções de investimento, cadê o arrependimento?"

    É aí que entra aquele gostinho de insatisfação, quanto mais opções temos mais indeciso ficamos, quanto mais indeciso mais paralisados e essa paralisia faz com que não tomemos nenhuma ação ou tomemos ações baseadas na quantidade de opções e não nos critérios específicos. O número de opções faz esse arrependimento ficar mais forte, mas ele vem a tona só depois da aplicação.

    Vamos a exemplos pessoais, olha essa história minha: começando com uma ação que eu investi no IPO no final de novembro, a Meliuz, CASH3. Fui lá no homebroke da Clear e reservei 300 ações pra comprar no IPO, por descuido meu não reservei elas com lock-up, então fui no atendente e pedi pra cancelar essa reserva que eu faria outra, ele disse que eu poderia fazendo outra que a antiga já estaria automaticamente cancelada. Blz, então fui lá e decidi investir um pouco mais, reservei 400 com lock-up.

    Saiu o IPO a R$ 10 e quando vou olhar no homebroke eu tinha gasto R$ 6.700, isto é, tinha comprado 670 ações, 300 sem lock-up e 370 com. Fiquei muito bolado porque não queria isso tudo de ação, e a porra da Clear tinha me enganado falando que a segunda ordem cancelava a primeira, fui no atendente e ele disse que como eu ordenei com características diferentes elas não se cancelaram, tinha que ser outra ordem com as mesmas características.

    Ok, bola fora minha e do suporte da corretora, fui lá conserta o erro e vender a ação porque não queria isso tudo de percentual da carteira e vendi 300 ações por R$ 9,50 (sim, 5% de prejuízo) e fiquei de boa.

    Passa dezembro a ação começa a fugetar, 30% num dia, 50% na semana, 100% no mês, resultado, estou eu agora perto do final de janeiro com a ação batendo máxima em R$ 35!!! São mais de 250% de rentabilidade em menos de 2 meses!!

    E o arrependimento? Apesar da grande alegria de estar lucrando muito com a empresa, não deixo de ficar um pouco arrependido porque vendi aquelas 300 ações alguns dias depois do IPO. Já lucrei mais de R$ 9.000 com ela, mas não deixo de pensar nos outros R$ 7.500 que eu deixei de ganhar!! Putz. 

    E sim, todo investidor um dia já deve ter passado por isso, ahhh se eu tivesse investido mais nessa ação que subiu muito, ahhh se eu tivesse investido em Tesla, ahhh se eu tivesse investido em bitcoin na época X, é o famoso eterno arrependimento.

    Mas não é só arrependimento de alegria, o investidor é um eterno arrependido para os dois lados.

    Outro exemplo pessoal, uma das primeiras ações que comprei foi Itausa (ITSA4), que rendeu ok e me deu muitos dividendos, Wege (WEGE3), que subiu muito e meu deu alegrias e aquele arrependimento de não ter comprado mais e M. Dias Branco (MDIA3), uma empresa que comprei com um preço de R$ 50 reais, subiu pra R$ 60 e eu animado enchi o carrinho de novo e hoje ela tá como? Tá na casa dos R$ 30, continuo seguro ela até hoje e depois de tanto tempo ela ainda está muito negativa (50% de queda). "Ohh bendito arrependimento de ter comprado essa empresa, ou de ter colocado tanto dinheiro a mais, porque eu não peguei esse dinheiro e não coloquei em Magalu, Wege e outras?" Sim, esse é o pensamento que passa muito na nossa cabeça, o arrependimento de amargura, de ter feito algo errado, acontece, faz parte do jogo.

    A grande questão aqui é que não podemos ficar brincando de olhar pro retrovisor e ficar de apaixonite ou ódiozinho de isso ou aquilo porque isso é passado, muitos influencer e caçadores de mídia adoram colocar esses exemplos de lucros exorbitantes na tela pra chamar atenção, da mesma forma que muitos outros educadores mais sensatos e responsáveis também realçam os prejuízos que pode ter, mas na minha visão ficar olhando pro passado é ficar querendo se remoer de histórias que não vão acontecer mais. 

    O passado serve pra conta contos, tirar lições e análises pra melhorar o seu presente e consequentemente o futuro, mas não serve pra ficar se arrependendo de decisões feita nele sendo que nem todas as informações você tinha na época.

    Eu já tive minhas fases de arrependimento, mas hoje não ligo muito pra isso, já amadureci o suficiente pra saber que fica arrependido não leva em muitos lugares. Ficar arrependido é normal, até porque, o investidor é um eterno arrependido, mas não é algo que eu me importe mais ou que abale as minhas emoções, não mais.

TR

21 comentários:

  1. Muito bom, TR! Dor de corno, arrependimento, quem nunca teve? Cada vez mais o buy and hold faz sentido, com uma boa análise do que você está comprando.
    Se você está comprando por R$ 8,00 uma ação que vale R$ 10,00 e ela cair pra R$ 4,00, é motivo pra vender, se ela continua valendo R$ 10,00? Poucos pensam nisso e passam a vida buscando o próximo rabo de foguete, movimentando demais a carteira, perdendo tempo com análises infundadas, carteiras recomendadas que mudam toda semana, dinheiro com corretagem e taxas. Eu mesmo demorei mais de 12 anos de mercado pra ver quanta cagada fazia.
    Ótima leitura, como sempre.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mercado de ações dá margem a uma infinidade de masturbações mentais e papos furados. Não sou um investidor muito experiente mas já até me saturei desse tipo de conteúdo, no fim das contas a grande maioria não entende de fato quase nada.

      Excluir
    2. Fala AC, é isso mesmo a ideia, as vezes a fixa demora a cair mas quando cai é como se fosse um click momentâneo rsrs.

      Anônimo, concordo contigo, o mercado da margem para uma infinidade de masturbações mentais e papos furados, basta você definir pra você oq quer seguir e no que quer acreditar e mandar bala, tem conteúdo pra tudo quer tipo.

      No final é isso mesmo que você falou, ninguém sabe nada de nada e sabe tudo de tudo, citando meu amigo socratras de longa data, "só sei que nada sei", e o que eu sei é que não vou ficar me arrependendo de momentos passados porque isso já passou.

      Abçs

      Excluir
    3. EI, não perca seu tempo remoendo essas coisas, e praticamente impossível acertar essas movimentações sempre, erros e perdas fazem parte, remoer isso é criar uma fonte de estresse para si mesmo.
      Reserve energias para o que você pode controlar.

      Excluir
    4. Exatamente Anônimo, ótimo comentário, não sei se é o mesmo que antes mas obrigado pelo comentário rsrs

      Abçs

      Excluir
  2. É um tema muito pertinente, eu confesso que minha estratégia de investimentos em ações é priorizar aquilo que faz sentido para mim, claro, quem não fica fazendo conta para saber o quão rico teria ficado se tivesse colocado R$ 100 mil em bitcoins uns três anos atrás? É natural essas comparações, mas a verdade é que isso não fazia sentido para mim naquela época e por isso não posso me penalizar por não ter investido.

    Eu quando compro uma empresa estou me limitado em: analisar o ramo de negócios para entender o quão sustentável é no longo prazo (30 anos ou mais), se ela dá lucro, qual a razão Preço/Lucro e qual o DY que ela entrega. Eu não sou um investidor profissional, não trabalho na gestão de corretoras de investimentos ou fundos de ações, não faz o menor sentido ficar procurando a "ação da vez".

    Todo mundo fala de MGLU3, WEGE3, Tesla e Bitcoin, como se fosse comum encontrar ativos que simplesmente explodem e podem te transformar em um milionário em poucos anos, a verdade é que no meio do infinito de investimentos disponíveis elas são raríssimas e eu não coloco a busca por isso como minha tese de investimentos. Nós, os "comuns" devemos apostar na diversificação, ali no meio da carteira você vai ter ação que valorizou 100% em um ano, vai ter aquela que caiu um outro porre, mas no final das contas, vai ter um resultado sólido no longo prazo.

    Seu post é excelente e vale uma reflexão e tanto, infelizmente a galerinha que tem entrado na bolsa desde 2018 não tem esse pensamento e sempre estão procurando a "bola da vez".

    Abraços,
    Pi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário PI, obrigado por agregar.

      O que você falou é extremamente importante, você tem que investir pra você então use aquilo que te agrada e pronto.

      Diversificar é a chave principal quando se tem tantas opções como temos hoje, faça uma diversificação saldável e não vai ter grandes preocupações, pode ter a sorte de ter uma grande valorização ali no meio ou o azar de uma grande perda, mas o bolo principal estará seguro.

      E é como você falou, o que mais se ver hoje e o pessoal que esta entrando agora é "qual é a ação da vez" ou "quais são a ações com maior potencial para 2021" como se investir fosse só pra 2021 e não pro longo prazo rsrs

      Abçs

      Excluir
  3. Escola para Investidores,

    O arrependimento não proporciona vantagem alguma, muito pelo contrário: pensando demais no que deu errado, podemos perder outras oportunidades.

    Boa semana!
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E também ficar paranoicos rsrs, acho que a única vantagem do arrependimento, e é um ponto bem filosófico, é no máximo apontar um erro ou que talvez houve um erro, tirando isso é só desvantagem mesmo.

      Valeu SH, boa semana! =)

      Excluir
  4. Cara, esse sentimento realmente é inevitável, rs

    Quem é que em sã consciência não sente aquela pontadinha de tristeza quando pensa que o bitcoin custava uma fração do que custa hoje há 3 anos atrás (para aqueles que já conheciam o bitcoin e exitaram várias vezes em investir, como eu)?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Tudo bem , Escola?

    Esses arrependimentos são normais, mas cabe a nós não ficarmos remoendo, pois, fora extrair alguma lição (reconhecer erros), não vai ajudar em nada e em geral só atrapalha. Quem diria há 2 anos o que iria acontecer com a WEG? Com Magazine Luiza? Agora é fácil, pois já aconteceu, é fácil ser "analista de retrovisor". Só o buy and hold salva mesmo, essa de ficar caçando oportunidade é na verdade perseguir ilusões.
    Eu conhecia o bitcoin desde 2013. Naquela época era um negócio ainda obscuro aqui no Brasil, então poucos eram os dispostos a arriscar R$100 comprando uma moeda virtual de um grupo de anônimos na internet. Claro que é inevitável às vezes pensar "ah, e se eu tivesse colocado 100 reais naquela época " mas esse pensamento não me afeta, porque, como disse o Poupador do Interior, não comprar era o que fazia sentido para mim na época.
    O negócio é aprender com os erros, não ficar remoendo e seguir em frente.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário, creio que pra chegar nesse "nível" de maturidade que temos agora todo investidor deve passar pelo menos por uma fasezinha de arrependimento hahaha

      Aprender com os erros e continuar progredindo!

      Abçs

      Excluir
  6. Mano... Aprender a lidar com esses "e se" é um dos maiores desafios de todo investidor. Além disso tem a FOMO - fear of missing out, que é o medo de ficar de fora. Um monte de vieses psicológicos q se for parar para pensar não faremos nada.
    Todo investidor é um eterno arrependido e complemento, solitário.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivendo e aprendendo, sempre!

      Sobre o FOMO acho que já me "curei", eu era muito FOMista hahahaha

      Abçs

      Excluir
  7. Já remoí muito e continuo remoendo.... preciso parar de remoer... kkk

    ResponderExcluir
  8. Essa empresa MDIAS BRANCO, é uma empresa em que eu confio bastante no longo prazo. Acho que ela está muito barata e os fundamentos dela não mudaram.

    Aliás melhoraram! Então não tem sentido o mercado precificar ela dessa forma.

    Mas o Longo prazo sempre diz a verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os fundamentos melhoraram, mas a questão dela não é os fundamentos e sim o preço do trigo que não para de subir. Excelente empresa, excelente trabalho baixando os custos, mas depende de commodity e é assim mesmo, porém, qnd o trigo perder fôlego e der margem pra ela muito provavelmente ela vai longe

      Abçs

      Excluir
  9. Fala EI! Neste mundo de investimentos somos todos cães arrependidos, com as orelhas tão fartas, com os ossos ruídos e com o rabo entre as patas! O ruim é que o verso não é repetido 44 vezes, mas sim a vida toda. Um abraço e xuxéxu!

    ResponderExcluir